Instalar composer no Ubuntu

Instalar composer no Ubuntu

O Composer é uma ótima ferramenta para o gerenciamento de dependências em seus projetos desenvolvidos em PHP.

Ele permite que você declare todas as bibliotecas que seu projeto depende e realiza o gerenciamento para você, ou seja, com o composer é possível instalar assim como atualizar todas as suas bibliotecas facilmente.

Para quem já trabalhou por exemplo com NodeJs e npm, pode perceber a semelhança, pois o mesmo foi inspirado no npm.

O composer trabalha com bibliotecas, por projeto, instalando-os em um diretório dentro do seu projeto. Ele não instala uma biblioteca globalmente, por padrão, porém, ele suporta projetos globais através do comando global.

Como funciona o composer então?

Digamos que você possui projeto que depende de várias bibliotecas, algumas dessas bibliotecas dependem de outras bibliotecas e assim por diante. Com o compositor você pode declarar as bibliotecas das quais você depende e ele “descobre” quais versões de quais pacotes podem e/ou precisam ser instalados, baixando tudo e instalando automaticamente em seu projeto, assim como atualizar todas as suas dependências em um único comando.

Para instarmos o compser, o processo é bem simples. Abra seu terminal. Como iremos trabalhar em uma pasta com permissões apenas para o usuário root, precisamos primeiramente logar como super usuário, digitando o comando abaixo:

Após realizar o login como super usuário, acesse a pasta bin, em:

Dentro dessa pasta, iremos executar alguns comandos para a instalação correta do composer em nossa máquina. Neste primeiro comando, iremos baixar o arquivo composer-setup.php para nossa pasta.

Em seguida, iremos verificar a instalação do gerenciador.

Se tudo estiver ok, retornará uma mensagem de Installer verified, isso nos garante que podemos continuar com a instalação.

Em seguinda, executamos o arquivo que foi realizado o download em nosso primeiro comando:

LIstando os arquivos da pasta, veremos que existe um novo arquivo chamado composer.phar. Como criamos esse arquivo dentro da pasta bin do nosso sistema, ele torna um comando global, assim não teremos a necessidade “levar” o composer.phar para todo projeto que necessitamos, podemos executar de qualquer lugar, que ele é um comando global em nosso sistema.

Para quesito de organizaçao, vamos mover este nosso .phar para um pasta composer, usando o comando abaixo.

Bom, agora já temos nosso composer devidamente instalado. Já podemos remover o arquivo de setup do nosso computador.

Para confirmar que a instalação foi bem sucedida, digite o comando composer em qualquer lugar para obter a versão do composer instalada.

Tudo pronto!

Em um próximo artigo, vamos falar em como utilizar o composer, até lá!

Compartilhe:


Você pode gostar também de ...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *